vbet.lat

Assine vbet.lat por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Venezuela cria polícia para conter fluxo de emigrantes

Mais de 2,5 milhões de venezuelanos deixaram o país por causa das crises econômica e humanitária

Por Da Redação
Atualizado em 5 out 2018, 17h23 - Publicado em 5 out 2018, 17h23

Diante do fluxo crescente de emigrantes em fuga das crises econômica e humanitária, a Venezuela criou uma “polícia migratória”. Ao anunciar a medida nesta sexta-feira (5), a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, indicou a possibilidade de a corporação impor constrangimentos à saída de venezuelanos do país.

“Nasceu na Venezuela a polícia migratória, para preservar a segurança da população, para ter um controle migratório”, disse a vice-presidente, em declarações ao canal estatal VTV.

Rodríguez afirmou que a corporação policial será “muito especializada” e se ocupará de “atender à realidade na fronteira” e de enfrentar a suposta “campanha de falsidades” promovida pela Colômbia e pelos Estados Unidos.

Na lógica do regime de Nicolás Maduro, está em curso  uma campanha internacional “de descrédito” da Venezuela, que promove a  ideia de haver uma emigração maciça de venezuelanos, sobretudo para outros países da região. Na retórica de Maduro, essa campanha prepara o caminho para uma invasão internacional ao país.

Continua após a publicidade

Desde 2015, porém, mais de 2,5 milhões de venezuelanos deixaram o país em função da crise econômica, que ceifou empregos e negócios, e da crise humanitária refletida na escassez de alimentos, produtos básicos de limpeza e de medicamentos. A hiperinflação, estimada em mais de 1.000.000% para este ano pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), e a perseguição a opositores do regime contribuíram para a fuga dos cidadãos da Venezuela.

A maioria rumou para a Colômbia, Peru e Equador. Mas também os fronteiriços Brasil e Panamá acolheram os venezuelanos nos últimos anos. Chile, Argentina, Panamá e República Dominicana, além dos Estados Unidos, são outros destinos.

Continua após a publicidade

Regimes autoritários, como o da Venezuela, costumam impor restrições à saída de seus cidadãos ao exterior. Cuba, Coreia do Norte e China controlam severamente as viagens internacionais. Até o momento, a Venezuela não havia adotado nenhum tipo de restrição.

“Com esta polícia migratória avançamos na defesa, na preservação da soberania da Venezuela, avançamos na consolidação da segurança pública e avançamos no controle migratório para que a verdade se imponha e não as mentiras imperiais que Washington pretende vender muito barato ao mundo”, disse Rodríguez.

(Com EFE)

Publicidade
vbet.lat Mapa do site

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por vbet.lat.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.

vbet.lat Mapa do site